305 - VOCÊ NÃO QUERIA ME VER COM OUTRO?

Minha festa de noivado estava maravilhosa, não tenho do que reclamar, Alberto, meu noivo, havia feito a melhor festa que eu poderia imaginar. Eu usava um belo vestido, caríssimo, vermelho, o que fazia meus cabelos ficarem ainda mais vermelhos, o decote chamava a atenção de todos, meus seios estavam ainda mais chamativos, os olhos de Alberto encontravam os meus. Ele falou ao me entregar uma taça de champanhe:
- Está completamente deliciosa.
Alberto é mais velho do que eu, tenho 29 e ele 35 anos. É prefeito da cidade, um político boa praça que todos adoram. Ele é bonito, corpo em forma, cara de homem sério. Não tinha ciúmes de nada, a verdade é que ele adorava ver os homens babando por minha culpa, e eu não me fazia de rogada, adorava me exibir.
Entre conversas com os convidados, drinks e danças eu observava o bartender, descobri seu nome facilmente com a equipe da festa, era Xavier.
Xavier era um homem forte, devia ter uns 26 anos, era muito alto, bem mais alto que Alberto, era negro, seus olhos grandes e negros, uma boca carnuda bem vermelha, os cabelos eram trançados, quase na altura dos ombros largos, era forte, a camisa social grudada nos seus músculos exuberantes. Eu tentava não olhar, mas passei a festa de olhos grudados naquele Deus. Olhava tanto que acabei chamando sua atenção, Xavier era safado, percebi isso quando ele sorriu pra mim, um sorriso cheio de malícia que me fez ficar toda molhada.

304 - MACHO DE VERDADE

Só uma mulher que foi comida por um homem de verdade pode realmente entender do que estou falando. Não digo apenas penetração, mas ser tratada como uma puta, usada e abusada em todos os buracos, experimentar um prazer tão grande que parece que se vai morrer ou enlouquecer de tanto levar pau, dedos e língua.
Sou casada há 12 anos com um homem que amo e com o qual tenho um filhinho lindo. Contudo, após tanto tempo juntos, é natural que o tesão diminua e fiquemos um pouco cansadas da rotina.
Comecei a fantasiar com outros homens, a me imaginar nos braços de machos viris, conquistadores e bem sacanas. Mas jamais acreditei que teria coragem de ir mais fundo nos meus desejos, por medo de prejudicar minha família e meu casamento.

303 - NAMORADA DO MELHOR AMIGO

Eu sempre fui um cara que tive um fraco por mulheres comprometidas, gosto demais. A tentação do proibido sempre me instigou, e o tesão é diretamente proporcional à minha proximidade com o corno. Então nem preciso dizer que comer a namorada do meu melhor amigo foi o santo graal do tesão pra mim, e senti que deveria compartilhar essa história.
Lucas é meu melhor amigo, um cara com todas as qualidades que um grande amigo deve ter, que eu mato e morro por ele, e ele por mim. A gente faz faculdade junto, pratica esporte junto, faz farras junto, somos como unha e carne. Aí é que mora o perigo, pois como ele namora há muito tempo, eu tenho muito contato com sua namorada também. O nome dela é Daniela, mas pode chamar de Dani.
Dani é bonita, nenhuma deusa, mas bonita. Mas o que mais me chama atenção nela é o corpo. Ela é uma falsa magra, que dependendo da roupa pode parecer magrinha ou gostosona. Ela é uma delícia, e especialmente por ser namorada do meu melhor amigo, já tinha sido minha fantasia em várias punhetas.

302 - UM NEGÃO PARA DUAS CASADAS

- O primeiro negro, nenhuma mulher esquece.
Essa foi a frase que o Beto me disse no dia em que traí meu marido pela primeira vez.
No começo achei que ele estava se vangloriando por ser meu primeiro amante desde que casei, mas depois descobri que era verdade, pois me tornei uma verdadeira louca por uma vara de cor escura.
Esse papo de que toda loira é louca por um negrão deve ser verdade, porque eu sou loira e adoro um pau preto. A testa de meu marido que o diga.
Como tive de me distanciar de Beto pois ele é amante de uma amiga minha, também casada, procurei por vários negões nesse meio tempo. Só que num belo dia, deixei minha sogra em casa sozinha e fui para a casa de minha amiga. Aqui vou chamá-la Bia para não correr o risco de alguém desconfiar de alguma coisa.

301 - OUVI SEUS GEMIDOS

Me chamo Carlos e como tantos que aqui escrevem, sempre tive a tara de ver minha linda esposa, em outros braços. Ela se chama Martinha, e sempre foi muito certinha. Na cama demora um pouco pra pegar fogo, mas quando pega é tudo de bom, gosta de anal, oral, experimenta todas as posições enfim é perfeita.
A Martinha é uma mulher bonita, 1,68, branquinha, olhos e cabelos castanhos claros, pernas bem torneadas, uma bundinha linda e seios não muito grandes, mas firmes.
Você deve estar pensando, o que mais esse cara quer? Pois é, a nossa mente é surpreendente, um homem com uma mulher dessas deveria estar super satisfeito, mas não é assim.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...