Fantasias

Autor: Anônimo

CENA 1:
O local é lindo. Um quarto de um hotel, numa cidade qualquer, com uma sacada de frente para o mar. A luz bem suave, uma música gostosa e um clima contagiante.
Ela está linda e gostosa como sempre. Salto alto, um vestidinho leve, de alças, um generoso decote na frente e com as costas totalmente nua. Sutiã. Não tem necessidade. Diante de peitos tão perfeitos. Calcinha? Ou é muito minúscula ou não está usando, pois não percebo nenhuma marquinha sob o tecido.
Puxo ela e começamos a dançar bem lentamente. Os dois de olhos fechados. Estamos nós dois bem excitados. Uma das alças do vestido "acidentalmente" cai e tem-se a bela visão de um seio lindíssimo. Com o balanço dos corpos, não demora muito e a outra alça também caí. O vestidinho vai ao chão. Agora tenho certeza. Sem calcinha. Salto alto e mais nada. Só a marquinha. A visão deve ser magnífica. Inesquecível. Uma pequena marquinha de biquíni. Um gingado suave.
Minhas mãos percorrem suavemente da nuca até a bunda.

Troca de Esposa

Autor: Jonas
Não vou me alongar em detalhes sem importância. Todo casal após alguns anos de casado perde aquele fogo inicial e com nós dois não foi diferente. Das transas diárias no início passou-se para uma ou duas por semana se quando.
Eu sou o Jonas 38 anos, advogado, moreno claro e minha esposa se chama Léa, 32 anos, loira, 1,65mt, professora de educação física, corpo divino. Somos casados há 8 anos.
Sempre fomos bem cuca fresca em relação ao sexo. Falávamos sofre fantasias e fetiches sem vergonha ou preconceitos, mas só falávamos… Ela dizia que eu tinha uma mente muito à frente do meu tempo e que ela era mais convencional.
Porém, foi após uma noite de sexo, deitados na cama, de conchinha, que ela me disse:
- Se eu te contar uma coisa você guardaria um segredo?

Cumplicidade

Autor: GU
Capítulo I – Descobertas
- VC quer me ver transando com outro homem?
Aquela pergunta veio meio que de repente e me fez abrir os olhos. E após ela me fazer a pergunta voltou a colocar meu pau em sua boca, mas sem deixar de me olhar.
- Por que isso agora? Perguntei.
Estava descansando depois de uma sessão de sexo quente onde ela gozou duas vezes e eu uma. Meu pau ainda tinha umas gotas de sêmen que ela fazia sempre questão de deixar limpinho.

Ninfeta

Autor: Paulo
Sou o Paulo, 40 anos, moreno claro, com 1,80 m, 75 kg, separado há 4 anos. Corpo muito bem cuidado por horas de academia, Militar das Forças Armadas. Moro sozinho num apartamento num dos melhores bairros da zona sul carioca e levava uma vida tranquila até duas semanas atrás, quando recebi uma ligação de uma prima que não via há muitos anos. Nessa ligação ela me pediu para receber, em meu AP por uns dias, sua filha, que teria que fazer um curso e ficaria muito caro se tivesse que ficar hospedada em algum hotel. Pego de surpresa não tive como recusar. Além de me jurar que Bia não me daria trabalho, me disse os detalhes e no final ela disse uma frase que só depois fui entender: “Cuidado com a Bia”. Disse-lhe que no dia seguinte só chegaria à noite e que deixaria uma cópia da chave com a vizinha e que ela poderia ficar à vontade.

Prazeres

Autor: Manu

Podem me chamar de Manu. Sou uma mulher nova e bonita. Aliás, muito bonita. Tenho 35 anos, loira, 1.70m. Solteira e a muito tempo conquistei minha independência financeira. Trabalho numa multinacional que tem uma de suas filiais no RJ, cidade que passei a morar e gostar a cerca de 5 anos.

A Culpa é Toda Minha

Autor: Fred 

Relutei muito em escrever esse relato. Esses fatos aconteceram no sábado após o carnaval de 2012. Depois de passarmos o dia num churrasco de amigos em um condomínio em Búzios RJ, onde tinha por volta de 40 pessoas.
O local: Uma suíte de um hotel de frente para praia de Cabo Frio RJ. Os personagens: Eu, a Denize, o Fred (40) e o Fernando (25).
O acontecimento: Estou sentado numa poltrona a uns 3 m da cama onde Fred em pé é chupado por Denize, que de quatro recebe estocadas de Fernando.
Mas como isso tudo aconteceu? Para entender só retornando um pouco no tempo e conhecer os personagens dessa cena.

Marido Compreensivo

Autor: Casada
Só os cegos não percebem que após um tempo de relacionamento as coisas no casamento esfriam. No nosso caso, já são 12 anos. Casei novinha, com apenas 18 anos. Hoje com 30 posso garantir que me tornei uma belíssima mulher. Cabelos compridos, aloirados. 1,68 m e 66 kg. Meu corpo é malhado. Minha bunda super empinada chama muito atenção independente da roupa que uso. Meus seios a ciência ajudou a deixarem perfeitos.
Meu marido, Bruno, 34 anos. Empresário do ramo automobilístico trabalha muito para nos dá o conforto necessário. Temos uma vida muito tranquila.

O Sobrinho

Autor: Tia gostosa
Meu nome não é importante. Tenho 33 anos. Corpo muito legal. Minha Neura com os seios foi resolvida com próteses. Sou a caçula de três irmãs. Muito bem casada há uns 4 anos com um homem maravilhoso que soube explorar muito bem TODOS os mínimos detalhes de meu corpo. Acho que vocês me entenderam rsrsrs. Sempre fui muito namoradeira. Transei muito antes de conhecer meu príncipe. Mas gozar como agora foram pouquíssimas vezes.

Casais Amigos

Autor: Guto e Bia
O fato é mais excitante do que erótico. Todos os nomes foram trocados para manter o anonimato perante a sociedade. Somos um casal amigos a cerca de 10 anos. Meu nome é Guto, tenho 38 anos, corpo muito legal para minha idade, 1,80 m, moreno claro. Minha esposa, Bia, 33 aninhos, 1,65 m, loirinha e também com um belo corpo, destacando seus belos seios naturais e incrivelmente desafiando a lei da gravidade (imaginem). O casal amigo, Beto, 34 anos, mais baixo um pouco que eu e rato de academia, também moreno. Sua esposa Clara, 29 anos, branca, de cabelos pretinho e meio curto. Muitas tatuagens pelo corpo. Mulher bonita e gostosa, posso dizer, pelas várias vezes que a vi de biquíni (micro) para ser mais leal.

Momentos Íntimos

Autor: Casal de Noivos
Sabíamos que tinha outros dois homens ali na sala. Dois amigos do meu noivo que resolveram ir embora ao amanhecer. Todas as outras pessoas já tinham se retirado. A reunião era para comemorar o aniversário do meu noivo. A música lenta e suave que tocava na rádio foi um convite a nos enlaçarmos numa dança que agora se mostrava bem sensual. Pelos olhos semifechados conseguia perceber que a atenção era toda direcionada a nós dois. Os dois pareciam em transe. As mãos de Pedro iam do decote do vestido até a bunda. Às vezes sentia seus dedos tocando a popinha. Não sabia o que dava mais tesão. Se seus toques ou saber que estava sendo observada por outras pessoas num momento tão intimo.

Exibicionismo

Autor: Casal Feliz
Meu nome é Nanda. 28 anos. 1.60m. Loirinha. Gosto do meu corpo. Meu marido também. Sei que minha bunda o deixa louco. Não só ele. Diego tem 34. Pouco menos de 1.80m. Vejo minhas amigas e estranhas secando ele. Tenho um pouco ciúmes, mas no fundo tenho orgulho do homem que tenho. Não é de hoje que gostamos de frequentar praias isoladas para eu praticar o topless e um discreto exibicionismo. Moramos no interior do RJ e somos bem conhecidos na nossa cidade. Gostamos de viajar para as praias nordestinas e de SC. Casados há 5 anos resolvemos apimentar uma relação que começava a cair na eterna rotina dos casais. A pouco menos de 3 anos após uma DR, abrimos o jogo um com o outro e falamos o que estava faltando. Da minha parte disse que além do sexo estava faltando um pouco de romantismo. Aquela coisa de mulher. Ele me dizia que também sentia falta de sexo. Aquele papo não chegaria a lugar algum quando falei:

Como Comecei a me Exibir

Autor: Leona
Bom, nem sei exatamente como começar esse relato. Meu nome é Leona (fictício). Sou uma mulher muito bem casada, 29 anos, loira de cabelos cacheados, 1,60m e 60 kg. Sou bonita e meu marido diz que sou muito gostosa, principalmente minha bunda (rsrsrs) que ele adora. Perdi minha virgindade com meu marido e só o tive como homem na vida. Somos empresários de uma pequena cidade da Região dos Lagos. Somos casados há três anos e sem filhos, mas já temos uma vida em comum desde os meus 16 anos, portanto tudo que sei em matéria de sexo foi ele que me ensinou.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...