227 - Para se Vingar de Mim Ela Deu Para Outro

Karla, minha mulher tem 32 anos, 1,67, seios grandes e bonitos, pernas bem feitas, cabelos e olhos negros e um rosto que possuiu um sorriso muito sexy. Eu Tenho 39, sou alto e possuo meu charme.
Por muito tempo estamos fantasiando e desejando novas aventuras em nossa vida, nunca partimos para concretiza-las, mas um dia aconteceu. Faz dois anos que mudamos de cidade e a dois meses recebi um amigo do meu antigo emprego aqui em nossa atual cidade.
Karla não gostou quando lhe comuniquei da visita que iriamos receber, ela nunca gostou muito do Sérgio, afinal sabia das farras que tínhamos aprontados juntos e temia que aqui elas se repetissem.
No dia marcados fomos ao aeroporto busca-lo, ele ficaria 5 cinco dias a negócio e teríamos um tempo para conversar e tomar umas cervejas. No começo tudo foi muito formal e o humor de Karla foi melhorando.

Na véspera do seu retorno, eu o chamei para ir à casa de uns amigos onde haveria uma festinha de aniversário. A noite transcorria normalmente, Karla usava um vestido preto, curto e decotado. Dançava animada enquanto eu conversava com algumas pessoas. Já perto do final da noite ela me chamou num canto e reclamou que eu não tirava os olhos uma garota e falou:
- Você vai ver!!!
Saímos da festa e rumamos para nosso apartamento, no carro todos estavam mudos, já em casa ela achou que devíamos acabar com umas latinhas de cerveja. Colocou uma música para tocar e voltou a dançar, sua dança era muito provocante, mesmo sabendo que eu não danço me puxou para dançar, não aceitei e ela chamou Sérgio, ele topou.
Vendo os dois fiquei um pouco enciumado e pensei que ela fazia aquilo para me provocar, afinal ela tinha visto eu olhar para um gata na festa. Como não queria demostrar levantei, e como se tudo estivesse normal fui ao banheiro e depois a cozinha pegar mais cerveja. Retornando a sala fiquei estático, eles dançavam colados, as mãos dele apertavam ela com força junto ao seu corpo, mais uns instantes e eles se beijavam alucinadamente.
Ao perceberem que eu já tinha retornado, Sérgio fez menção de parar e ela não deixou, pegou sua mão e colocou por sobre seu bumbum enquanto fazia o mesmo com ele. Ato continuo fiquei pasmo e ereto, quando me dei conta estava atrás de Karla mordendo sua nuca e levantando seu vestido.
Ela já estava abrindo a calça de nosso amigo e foi me empurrando para o sofá, ali sentado pude ver ela chupar com vontade a pica de Sérgio que já não entendia nada, mas gostava do que estava acontecendo. Ele começou a se despir e ela esticando a mão colocou meu pau pra fora da calca, se levantou e em um segundo estava só de calcinha e agora me chupava.
Sérgio afastou a calcinha e começou a chupar sua xana. Ela querendo um lugar mais confortável nos puxou para nosso quarto e lá continuou a me chupar. Eu estava sentado e ela deitada de lado já estava sendo preenchida por ele, suas chupadas foram ficando mais vigorosas. Percebi que quanto mais forte ele metia mais profundamente ela me engolia.
Adorando aquela chupada peguei na gaveta do crido mudo um tubinho de KY-GEL e entreguei para ele que na hora entendeu. Quando começou a comer sua bundinha ela para sufocar os gritos engolia minha pica até o fim, eu podia sentir seus lábios encostarem em meus pelos.
Mudamos de posição, agora ela estava cavalgando nosso amigo e eu lhe beijando os seios e boca. Eu tenho um dote considerável e Sérgio não tem o mesmo tamanho mas e mais grosso que o meu, por isso sabia que ela estava a se deliciar com aquela enrabada. Em um momento ela falou que queria se sentir uma atriz pornô. Ficou de quatro na cama e pediu que comêssemos sua bundinha alternadamente a cada estocada.
Foi incrível como ela dominou a situação, o controle era tanto que não conseguíamos gozar pois quando ela percebia já inventava uma nova brincadeira, e assim nos podíamos manter o controle. Depois de muitas estripulias, quando ela foi comida em várias posições, partimos para seu maior desejo, abrigar dois belos membros ao mesmo tempo.
Ela sentada na pica de Sérgio e eu por trás a comer seu rabinho. Ela falava:
- Vai seu corno come a bundinha da sua putinha enquanto eu me acabo nessa linda pica.
Ainda trocamos de posição e fizemos com ele sentado na cama com ela sentada em sua pica e eu comendo sua xana enquanto via o rosto de prazer da minha putinha. Ela no final ainda consegui beber o gozo dos dois, pois controlou tão bem a situação que só gozamos quando ela deixou, ou seja na sua linda boquinha.
Extenuados dormimos os três juntos com ela segurando os dois cacetes. Acordei com o sol nascendo e ela me chupando, enquanto Sérgio mais uma vez lhe comia com vigor. Ainda fizemos dupla penetração vaginal, gozamos todos junto, Karla ficou alucinada e totalmente desfalecida com o prazer que sentir ao ter dois homens a gozar em sua xaninha ao mesmo tempo.

Sérgio voltou para sua casa e esperamos sua volta, quem sabe com sua esposa que eu conheço e sei que e muito gostosa. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...